segunda-feira, 19 de setembro de 2011

É SOPA OU CALDO VERDE?

Esta história é do Pr. Jease Costa - http://www.jeasecosta.blogspot.com/ - que me foi passada por e-mail. Gostei tanto que decidi compartilhar para que chegue ao conhecimento de muitos pois creio que assim vários casais também poderão ser abençoados com a leitura.
= = = = = = = = = = = = = =

Há algum tempo ouvi uma história que me fez rir, mas que também expressa bem alguns aspectos importantes da vida conjugal.


Conta-se que um casal se casou e passado algum tempo a jovem esposa resolveu agradar seu marido fazendo uma saborosa sopa para o jantar.
Ele, o marido, comeu faceiro de tão bom que estava.

Ao final ela lhe perguntou o que ele havia achado de sua sopa, ao que ele respondeu:

- Estava maravilhosa, querida, porém não é sopa, é caldo verde. Minha mãe sempre fez para mim. Por isso eu sei que é caldo verde.

- Imagina, Bem. Fui eu que fiz e sei bem a diferença entre uma sopa e um caldo verde. Isso que você acabou de comer é sopa, disse a esposa meio constrangida.

- Mas meu Bem, não fique zangada, eu também sei a diferença. Minha mãe muitas vezes fez tanto sopa quanto caldo verde. O que eu acabei de comer é caldo verde! respondeu o rapaz com voz firme, como quem tem toda a razão.
Aí ficaram nessa discussão:

- É sopa!
- É caldo verde!
- Sopa!
- Caldo verde!

E acabaram por se separar.

Passado algum tempo, o rapaz, tomado por um acesso de racionalidade, ligou para sua ex-esposa e propôs a reconciliação, uma vez que não tinha cabimento o casamento terminar por um motivo tão banal. Ela concordou e, em fim, estavam juntos mais uma vez.

Na primeira noite, após a reconciliação, estavam no aconchego da cama quando ele tomou a iniciativa da palavra e disse a sua querida esposa:

- Puxa, Bem, que bobagem a nossa nos separarmos por uma coisa tão pequena. Imagina nosso casamento se acabar apenas por causa de um prato de caldo verde...

- É verdade, Querido. Mas não era Caldo Verde. Era sopa, lembra? Fui eu que fiz...

- Não, Amor. Minha mãe sempre fez pra mim tanto sopa quanto caldo verde, lembra? Era caldo verde...

- Sopa!
- Caldo verde!
- Sopa!
- Caldo verde!

Se separaram de novo...

Essa historinha serve para nos fazer refletir a respeito de uma coisa importante na relação conjugal.

Às vezes o que destrói a relação não são coisas grandes e importantes, mas coisas pequenas, sem muita importância, que justamente por serem pequenas não damos a devida atenção, e por isso vão minando o casamento e, daqui há pouco, o que era apenas uma gota d'água transformou-se em uma grande torrente que destrói a casa e leva junto tudo o que há nela.
Lembre-se de que o incêndio na floresta às vezes começa com uma pequena centelha de fogo.

Cuide bem do seu casamento. Não permita com que as pequenas coisas se agigantem ao ponto de demolirem seu lar. Dê atenção aos pequenos detalhes.

Às vezes uma pequena palavra, um gesto fortuito, um olhar, um tempo negado, um abraço recusado, um "boa noite, meu Bem!", um "Como você está bonita hoje!", ou um "Que bom que chegou cedo hoje, Querido", ou "Parabéns, Amor. A porta do armário que você consertou está ótima!". Isso tudo parece tão pequeno, não é mesmo? Mas pode fazer uma enorme diferença, tanto para o bem quanto para o mal de sua vida conjugal. Dependerá apenas da forma como você vai lidar com isso.

Mas, afinal de contas é sopa ou caldo verde?


 
 

Um comentário:

  1. AMEI!!!

    QUE DEUS OS ABENÇOE GRANDEMENTE...!!!
    Sueli Pinto (a lindona)

    ResponderExcluir

Total de visualizações de página